quarta-feira, 29 de agosto de 2012

..:: Diário de uma Noiva ( por Mayelle Daum ) ..::

Há 11 dias do maior momento da minha vida, meu coração não pára na boca ! É muitaaaaaaaaaaaaa emoção, ansiedade, vontade de que tudo chegue logo !!! Os últimos preparativos estão sendo acertados e chega a hora dos "acabamentos", parte talvez mais importante para o bolso ... hehehe ... por isso o assunto hoje é : FINANÇAS do CASAMENTO !!!!
Desde que o casal esteja em sintonia, não faltam opções românticas e nem sempre custosas, para celebrar a data . Por outro lado, se o problema é dinheiro para ter o casamento dos seus sonhos, uma conversa sincera é a primeira atitude. Entrar na vida de casado endividados, não é uma boa coisa, daí, um planejamento das finanças e dos gastos do casal, ajuda muito ! Eu e o Alisson, nos organizamos assim :
Sem contar que, logo que noivamos, em junho de 2011, começamos uma poupança. Cada moedinha, cada troco de fundo de carteira, ia para "o porquinho". No final das contas, amigos e parentes que chegavam em casa, também iam dando uma forcinha e olha o que rendeu ...
Repletos de amor e de sonhos, muitos casais apaixonados cedem aos desejos de realizarem festas luxuosas e acabam esquecendo-se de planejar melhor a decisão para encarar as responsabilidades que a vida de casal traz, após a festa. Afinal, só amor não basta para que um relacionamento seja duradouro e feliz. Estudos apontam que o dinheiro (mais frequentemente a falta dele) é um dos principais causadores de brigas conjugais . Manter os pés no chão, permite realizar o evento sem que isso te deixe no vermelho por meses. O primeiro grande conselho é tentar diluir os gastos ao longo dos meses. Portanto, o primeiro passo é definir a data. Depois, defina o que você quer. A lista deve ser bem detalhada e o casal tem que se restringir a ela. Organizadores de festas concordam que com bastante frequência os casais ultrapassam em 20% o valor estimado inicialmente. Tendo isso em mente, você consegue evitar os gastos desnecessários.
Fazendo uma pesquisa, descobrimos que, do valor total do casamento, 70% correspondem a 5 itens: o espaço – que será alugado; o bufê - responsável pelas comidas e bebidas não alcoólicas; o som - DJ ou banda; o serviço de foto e vídeo; e a decoração – como os arranjos de mesa. Os outros 30% ficam com as bebidas alcoólicas; os doces; os convites; e as lembrancinhas. Vale pontuar que o gasto com o vestido de noiva e a viagem de lua de mel não entram nessa conta. É preciso fazer muita pesquisa de preço, ser realista e negociar. O mercado trabalha com uma margem boa, dá pra conseguir muito desconto. Saber aproveitar as oportunidades também ajuda a enxugar os gastos. Cuidado com a decoração ... É justamente nos elementos de decoração da festa que as pessoas se perdem. Com um orçamento limitado o grande conselho é não escolher orquídeas e tulipas para decorar as mesas, não querer oferecer whisky à vontade, nem mandar confeccionar seus convites em papel importado. Os casais ainda podem considerar contar com a ajuda de uma empresa de organização de eventos. Do lado positivo, os organizadores oferecem um trabalho bastante especializado, e justamente por isso sabem o que costuma dar errado, entendem de negociação e são os melhores clientes dos seus fornecedores. Por isso, escolhemos o Neuras de Noivas ... Rsrsrs E você ainda pode procurar a ajuda de amigos que casaram recentemente. Faça muitos orçamentos e, principalmente, tenha tempo disponível. Não deixe o emocional te influenciar Não contribui em nada para o orçamento achar que a felicidade do casal está diretamente ligada com a grandiosidade da festa. Espero ter ajudado ... por aqui, as contas vão chegando ... KKKK BjoO da May

Nenhum comentário:

Postar um comentário