quinta-feira, 31 de janeiro de 2013

..:: É verão. Ainda ... Obaaaaa !!! ..::

Como o calor não dá trégua, e a gente quer casar ... Rsrs
Mas casar no verão, e na praia neste caso,exige algumas precauções. No Blog do fotógrafo Julio Trindade, encontramos algumas dicas ótimas e gostaríamos de repartí-las ... 1. Tempo e Clima Embora ninguém consiga garantir um dia bonito, podem sempre aumentar as suas chances de o casamento coincidir num dia de sol, consultando os padrões sazonais do site do instituto da meteorologia antes de marcarem a data. É sempre importante ter um espaço ou uma tenda de reserva que providencie abrigo no caso de chover. O calor atrai os mosquitos, por isso, não se esqueçam de colocar tochas ou velas de citronela para espantá-los!
2. Chegar lá Durante a alta temporada o tráfego da praia pode ser muito grande, pensem no local para estacionar os carros dos convidados. Se possível providenciem marcas e identificação de rotas para que os convidados se desloquem para o local correto. 3. Convites Informem os convidados que o casamento vai acontecer na praia, para que eles se vistam apropriadamente. Façam os convites de acordo com o casamento, colocando uma frase como: “Cerimônia à beira-mar” ou “Cerimônia na areia”.
4. Look Neste tipo de cerimônia, saltos altos e um look muito elaborado com brilhos e tecidos muito pesados não deverão ser eleitos, quer pela noiva, quer pelos convidados – considerem vestir algo mais casual. Vão descalços ou optem por usar sandálias rasteiras ou chinelos, e coloquem flores nos cabelos. A noiva deve optar por flores no cabelo em vez de um véu, especialmente se o local for ventoso. A roupa do noivo deve condizer com a formalidade da roupa da noiva. E não se esqueçam de aplicar protetor solar, sempre antes da maquilagem. E nem pensem em usar meias!!!
5. Orçamento Se sempre desejaram casar num local exótico, e o seu orçamento, bem como o orçamento dos seus convidados o permitem, poderão considerar um casamento num local onde o clima e as condições sejam mais favoráveis. Poderão considerar celebrar o casamento fora do país, num resort exótico que poderá ser aproveitado para a lua de mel.
6. Decoração O cenário natural de um casamento na praia é um elemento dominante muito poderoso; assim sendo, a decoração deve ser minimalista. É necessário o uso correto de cores e de materiais. Aconselha-se o uso de cores como o verde-água, vários tons de rosa, vários tons de azul, ou até várias tonalidades de beges e castanho-claros. Conchas e estrelas-do-mar, embora comuns, são elementos decorativos muito adequados, tais como os pequenos barcos, as âncoras, etc. Um corredor dos noivos, decorado com pétalas e limitado por lamparinas a óleo, ou com tochas, torna a cerimônia ainda mais romântica, especialmente se for celebrada ao pôr do sol. Para decorar com flores recomendam-se as orquídeas cymbidium, as próteas, as orquídeas dendrubium, as orquídeas mokara, os verdes, os amarílios, os jarros, as folhas ou as flores de lótus.
7. Hora do dia Muitos noivos sonham com um casamento na praia, tendo como pano de fundo um belo pôr do sol. Realmente este momento é um excelente horário do dia para o casamento. Nesta hora os banhistas já voltaram para casa, deixando a praia com mais privacidade. Prestem atenção sempre nas marés, pois elas mudam muito, a maré baixa também permite um ambiente com menos ruído. 8. Chão ou não As cerimônias mais formais requerem uma superfície consistente em cima da areia, devido às roupas e calçados formais que este tipo de casamento requer. Neste caso podem construir uma superfície em madeira (tablado) que permita aos convidados terem um acesso mais fácil à praia. Se tiverem convidados idosos ou deficientes motores, não se esqueçam que estes por vezes não conseguem chegar neste tipo de locais. Uma superfície consistente sobre a areia eliminará problemas como o fato dos pés das cadeiras se enterrarem facilmente na areia, evitando assim acidentes desagradáveis. 9. Onde sentar? Cadeiras na areia são elementos perigosos (especialmente se existirem convidados idosos), pois enterram muito facilmente. Se decidirem colocar cadeiras na areia, optem por cadeiras com pés largos. Em casamentos mais informais é normal os convidados assistirem de pé à cerimônia; neste caso tenham sempre algumas cadeiras à mão para eventuais necessidades.
10. Música Devido ao ruído natural do mar, deve considerar-se usar instrumentos portáteis que imitam notas altas, mas que não abafem o som do oceano. O violino, a flauta, o saxofone, uma harpa, um violoncelo ou uma guitarra são escolhas bem-sucedidas. 11. Permissões e legalidades A gestão da orla costeira normalmente está a cargo da Marinha, mantendo esta uma delegação marítima em vários locais do país. Para celebrar um casamento na praia deverão dirigir-se a uma delegacia ou órgão competente. Se decidirem usar fogos de artifício ou música alta, é importante submeter ao órgão competente local um pedido para obtenção da emissão de uma licença especial de ruído, com um mínimo de 30 dias. Dicas de casamentos na praia – Por Julio Andrade Pronto, gata. Agora é só casar na praia !!! ;)

2 comentários:

  1. Acho lindooo casamentos ao ar livre, em um jardim ou na praia. Mas realmente, precisam de uma logística diferenciada. Por isso, acabei optando pelo tradicional mesmo, ainda mais casando no RJ, onde o tempo é bem instável (calorão e chuvarada! rsrs). Acabei optando por um mês de temperatura mais amena também, junho.

    Muito útil seu post!

    Beijos!

    www.papodenoivo.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Valeu, Dani. Nossa intenção é justamente esta : sonhar com as noivinhas, mas garantir que seus planos darão certo !
    Ótima pedida. Em Junho as temperaturas estão mais amenas, e vc não precisará se preocupar tanto com a make e o cabelo, que sofrem mtooooo no verão.
    BjoOooo
    ;)

    ResponderExcluir