sexta-feira, 22 de maio de 2015

..:: Reflexões de um Coração Apaixonado ::..



O Dia da Mulher já passou, mas é sempre proveitoso refletir sobre o assunto. E este trecho extraído da obra da escritora Miriam Montanari Grudtner é fantástico para isso. Curta a leitura !

"Esta não é uma apologia ao masculinismo. Apenas um olhar justo sobre os gêneros. Há mulheres que sofrem humilhações masculinas, há também homens cruelmente humilhados por mulheres. As mulheres têm a habilidade das palavras, essa é uma arma que usam fortemente para destruírem os homens...
Bem, essa história de quem domina quem é mais antiga do que a História Moderna possa ensinar. Homem e mulher saíram das mãos do Criador perfeitos. À imagem de Deus, eram belos por fora e completamente equilibrados emocionalmente. Tinham igualmente valor perante Deus, mas exerceriam funções diferentes, para se complementarem mutuamente.
Tudo corria bem até que, no exercício de seu livre arbítrio, Adão e Eva escolheram desobedecer a Deus. Como resultado, foram acometidos de uma crise de autoestima tal que perpetua até os dias de hoje. Tal crise se caracterizou por: não se assumir a responsabilidade pelos atos cometidos, mas culpar o outro ('Foi a mulher!', disse Adão. 'Não! Foi a serpente!' disse Eva), pelo medo e pela vergonha (eles se cobriram e se esconderam). E com o passar das eras, não conscientes de sua identidade e filiação divina, criaturas de alto valor, homens e mulheres passaram a ver o outro como ameaça e não como parceiros. E um passou a inferiorizar o outro.
E hoje? Ainda tem que ser assim? Homens contra mulheres, mulheres contra homens, cônjuges contra cônjuges, filhos contra pais, pais contra filhos e por aí vai?
Não... Cada um de nós pode escolher ter visão diferente do outro e as interações humanas podem ser bem melhores. Ver-se como criatura de valor e assim ver o outro também nos coloca a todos em pé de igualdade de valor perante Deus, embora exercendo papéis diferentes, os quais se complementam.
Dessa forma, neste Dia da Mulher, quero prestar minha homenagem a minha mãe, minha sogra, minhas filhas, minhas irmãs, minha consogra, minhas sobrinhas, cunhadas, tias, primas, amigas, colegas, conhecidas e a todas as mulheres que existem. Mas também homenageio a meu marido, meu pai, meu sogro, meu genro, meu irmão, meu consogro, cunhados, sobrinhos, tios, amigos, conhecidos, enfim, a todos os homens.
O que seria de nós, mulheres, sem eles, e deles sem nós?
Que neste dia aproveitemos para refletir sobre o valor de cada um de nós. Que aceitemos esse valor e o reconheçamos no outro também. Foi para isso que saímos das mãos do Criador. Feliz Dia da Mulher!" (Mirian Montanari Grüdtner)


 Nasceu em Bom Sucesso, no Paraná, em 28 de dezembro de 1969. Passou a infância brincando muito e lendo muito. Sempre teve paixão por livros. Quando se tornou mãe, divertia as filhas, Jéssica e Julie, brincando e contando histórias. Tornou-se professora de Língua Portuguesa e, além da paixão pela leitura, descobriu a paixão pela escrita. Um dia, começou a escrever por hobby e o hobby virou coisa séria. Atualmente mora no interior de São Paulo e continua escrevendo.


Aqui vc encontra mais sobre a escritora :
 e 

Nenhum comentário:

Postar um comentário